MADONNA ESTÁ ENTRE NÓS: AS TRENDS DE BELEZA DA RAINHA DO POP

MADONNA ESTÁ ENTRE NÓS: AS TRENDS DE BELEZA DA RAINHA DO POP

“Eu sempre digo que A D O R O mulheres fortes, decididas, batalhadoras, que sabem o que querem e não se deixam intimidar. Por isso, como não ser fã absoluto da Rainha do Pop, Madonna? Ela é um marco na história da música e na história das conquistas femininas porque nunca teve vergonha de dizer ANTES DE TODO MUNDO o que pensa sobre tudo e sobre todos, abomina tabus caretas e cria suas próprias regras de beleza. AMO! E falando em beleza, resolvi homenagear Madonna destacando algumas trends criadas por ela:

  • Louro assumidamente fake – morena-clara por natureza, não teve dúvidas na hora de descolorir os fios, deixando-os num tom bem aberto, o loiro-furacão-madonna.
  • Raízes escuras – quando deixar as raízes mais escuras após uma descoloração era quase um pecado, Madonna fazia questão de mostrar
  • Bem-marcado o fundo escuro natural e o restante dos fios claríssimos.
  • Boca vermelha – nem rosa, nem nude, a nossa deusa entrou com tudo no vermelho sangue, Ferrari, carmim! E foi seguida por uma legião de mulheres.
  • Base de altíssima cobertura – antes de pele glow, glass e outras denominações, Madonna já exibia uma pele que parecia esculpida em mármore, perfeita. O segredo, meu amor? Base de altíssima cobertura, quase de uso teatral.
  • Camaleoa sempre – bastava a gente se acostumar com um look e ela ressurgia completamente nova. Nunca teve medo de mudar, mudar mesmo! Cabelo curto, médio, longo, liso, enrolado, cacheado, loiros de todos os tons, cherry, avelã, nada foi impossível para ela!
  • Beleza atemporal e melhorada – sem hipocrisia, a pop star nunca teve medo de mudar o que não gostava em si mesma, de dar um up em alguns pontos fracos, de assumir a idade e brincar com filtros de redes sociais e, principalmente, em se assumir fã incondicional de beleza. Como não amar uma mulher assim?”

MARCO ANTÔNIO DE BIAGGI

madonna1
madonna2
madonna3
madonna4

Créditos: Instagram


.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais como este