Coco Chanel, a eterna

Coco Chanel, a eterna

“Eu sou apaixonado por ela. E hoje, dia 19 de agosto, ela completaria 140 anos! Chanel rompeu barreiras: foi a primeira mulher a fumar em público, vestir calças compridas, usar pérolas falsas, fazer o que bem entendia sem se preocupar com os outros. E, na beleza, deixou sua marca para sempre. O cabelo incontestavelmente é atemporal (assim como a camélia, que eu acho o acessório mais luxuoso para dar acabamento ao look). Hoje em dia, o que mudou no corte Chanel usado por ela? Apenas o modo de secagem. Ela usava o fio reto e acabamento arredondado, feito com bobes e secador; agora, podemos fazer escova lisa ou modelada, mas o DNA do corte se mantém. Eu também tenho que destacar a perfumaria Chanel: meu favorito é o Coromandel, que eu uso a vida inteira. E, claro, os itens luxuosos de beleza: o esmalte Chanel tem o status de uma bolsa. A marca desperta o desejo e dá opções para quem é fã: eu não posso ter um tailleur da marca, mas um perfume eu tenho, um esmalte eu tenho. Eu acho tudo isso maravilhoso.”


MARCO ANTÔNIO DE BIAGGI

Reprodução: Vogue/Globo

chanel

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Reprodução: https://lifestylebrazil.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais como este